Captar Desenvolver e Motivar | Are U SEXY?

João Pinto Coelho Neves de Almeida HR COnsultingUm dos grandes desafios que as organizações enfrentam, hoje em dia, prende-se com a capacidade de captar, desenvolver e motivar profissionais de excelência, alinhados não só do ponto de vista técnico, mas também ao nível da cultura organizacional.
Todo o paradigma de mercado e das empresas tem sofrido evoluções constantes e, para que estas sejam “percebidas” e incorporadas transversalmente, é fundamental integrá-las desde o primeiro momento que um colaborador ingressa numa organização.
Esta integração torna-se ainda mais urgente  quando, num contexto organizacional, encontramos um range geracional muito alargado. É importante conhecer e mobilizar diferentes gerações, que respondem a diferentes estímulos e com diferentes motivações.
Para que esta Triple Entende aconteça – Captar, Desenvolver e Motivar – a resposta à pergunta “Are you Sexy?” torna-se uma resposta metafísica, complexa, multigeracional mas que não pode ser descurada.
É claro que, quando pensamos em “sexy”, num contexto organizacional, há um conjunto de marcas que nos saltam imediatamente à memória, e isto é a maior demonstração de um marketing bem desenvolvido, que trabalha o posicionamento da marca de forma a que estas estejam no nosso top of mind. Contudo, se há uns anos este conceito estava intrinsecamente relacionado com o produto ou serviço da marca, agora a “sexiness” das empresas ganhou uma nova dimensão – a atratividade ao cliente interno.
Pensando numa organização como uma balança, precisamos ter os “pratos” completamente equilibrados no que respeita à atratividade aos nossos clientes externos, o que nos gera negócio, vendas e possibilidade de crescimento. Em paralelo, precisamos de ter o nosso cliente interno igualmente satisfeito, porque nos gera produtividade, inovação, desenvolvimento e serão eles a assumir o papel de “embaixadores” da marca pelo forte sentimento de pertença e compromisso com o sucesso da organização na qual colaboram.
Para que isto aconteça, é fundamental que as equipas estejam totalmente alinhadas e sensíveis a todos os pontos/momentos pelos quais a organização está a passar, que tenham a capacidade de se reinventar e a cada dia dar um pouco mais.
Do lado das organização, e em particular da gestão de recursos humanos, está a necessidade de conhecer os seus colaboradores, de forma a que consiga promover internamente um conjunto de iniciativas capazes cativar, individualmente, os colaboradores.
YES, WE ARE SEXY!
Se…
… tivermos os colaboradores satisfeitos!
… procurarmos promover a evolução e crescimento de cada colaborador e consequentemente o crescimento da organização.
… promovermos e consolidar o sentimento de pertença.
… houver satisfação face à função.
… os colaboradores sentirem orgulho em pertencer à organização.
Estes são alguns pontos que deverão ser tidos, sempre, em consideração. Não como uma fórmula matemática fechada e racional – falamos de pessoas, em que a componente emocional é a maior variável desta fórmula.
Conheça a sua equipa, as suas pessoas, as suas necessidades e cresçam juntos!
Este é um exemplo de como é importante perceber e conhecer o nosso cliente interno:

Saiba mais aqui.