Samba nos RH

O Carnaval já lá vai, mas é certo que, quer gostemos ou não, é um grande momento de celebração de equipa, de união, de sentido de missão, de criatividade, de muito trabalho de equipa com uma extraordinária dedicação.

Esta foi a experiência, ao fazermos parte integrante e ativa da escola de samba Unidos da Tijuca, que no passado dia 12 de fevereiro desfilou na Marquês de Sapucaí – Rio de Janeiro.

O que se vive na produção de um desfile de uma escola de samba é uma vivência única, tudo é pensado ao mais ínfimo detalhe. No caso da Unidos da Tijuca, ao longo do ano trabalham centenas de pessoas, que asseguram tudo! E tudo, é mesmo tudo, desde a fantasia mais simples, à angariação de apoios que possibilitam que a escola leve a “palco” mais de 4.000 pessoas que fazem parte deste grande espetáculo. E é de facto o maior espetáculo do mundo!

Ora veja, os grandes números do carnaval no conhecido sambódromo, são arrasadores:

Sabia que no desfile das campeãs, que corresponde às 13 escolas da 1.ª liga, desfilam em média, 4.000 pessoas por escola?

Sabia que há fantasias que podem custar mais de € 30.000,00?

Sabia que são precisos, aproximadamente, 11 meses para preparar cada novo desfile?

Sabia que o Sambódromo Marquês de Sapucaí tem capacidade para aproximadamente 120.000 pessoas? Colocando-o à frente de qualquer espaço de eventos no mundo e entre os maiores estádios desportivos, superado apenas pelo Rungrado First of May, em Pyongyang, Coreia do Norte.

Com estes números acredito que comece a ver o Carnaval de outra forma. Em Portugal, esta época tem vindo a ganhar cada vez mais adeptos, criando-se enredos e fantasias mais sofisticadas e que melhor nos representam.

Mas, Carnaval no Rio de Janeiro é outra coisa!

E foi isso que a Neves de Almeida teve a oportunidade de viver. Na nossa senda por novas abordagens e dinâmicas conhecemos na Unidos da Tijuca uma experiência em que uma equipa tem a possibilidade de participar e viver o Carnaval desde o primeiro momento!

É um programa de Team Building em que é possível criar a própria fantasia, estudar e coreografar a música do desfile e efetivamente desfilar no Sambódromo Marquês de Sapucaí.

Ao longo deste programa, a vivência com a comunidade que, diariamente, trabalha nesta escola é incrível. Sentimos uma dedicação e sentimento de pertença profundos e é esta energia vivida neste contexto que preenche os participantes de uma força anímica para que, no regresso ao seu dia a dia nas organizações, vistam a camisola com ainda mais dedicação e vontade de se superarem a cada novo desafio.

Fica o desafio!

 

João S. Pinto Coelho | Manager

(Visited 83 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *