O desafio geracional

A mudança dos tempos e das gerações reflete-se no ambiente organizacional, uma vez que sempre que falamos de gerações diferentes, encontramos objetivos profissionais e pessoais consequentemente distintos.

De acordo com um estudo recente, promovido por investigadores da Anglia Ruskin University, do Reino Unido, chegou-se à conclusão que os millennials têm uma perspetiva muito utilitarista no que toca ao retorno e feedback dos seus resultados. Ou seja, que querem ser reconhecidos pelo seu trabalho.

Também, Henrik Bresman, enquanto membro integrante de um quadro de investigadores que levaram a cabo um projeto sobre as diferentes aspirações e valores de cada uma das três gerações, X, Y e Z, destaca algumas conclusões relevantes:

Ambição e Cargos de Liderança

A progressão na carreira é um fator importante e bastante valorizado nos dias de hoje, sendo que para 61% das gerações Y e Z, e para 57% da geração X, esta é uma forte expectativa aquando do seu ingresso numa organização.

As respostas revelaram-se diferentes de país para país, com destaque para os países nórdicos, onde a vontade de alcançar um cargo de liderança é baixa entre os entrevistados. Já no México e nos EUA, 47% e 77% dos entrevistados, respetivamente, ambicionam alcançar posições de destaque. Estas expectativas e preferências são fundamentais para direcionar estratégias de negócio de empresa para empresa e de geografia para geografia.

Também na questão do género podemos encontrar diferenças marcantes entre gerações, como é o caso da geração X, onde 63% dos homens e 52% das mulheres consideram relevante os cargos de liderança. Nas gerações Y e Z, o cenário muda, e podemos ver os valores a aproximarem-se, com 63% dos homens e 61% das mulheres a ambicionarem cargos de liderança. A igualdade de oportunidades e de remuneração é cada vez mais uma questão relevante e que tem vindo a ganhar destaque no mundo organizacional.

É neste sentido que as organizações devem estar preparadas para o ambiente de mudança e para enveredar por opções e estratégias inovadoras, em prol do seu crescimento e do desenvolvimento sustentável dos seus recursos humanos.

Empreendorismo

Os resultados do presente estudo relevam também que as três gerações têm um forte carácter empreendedor. Por exemplo, 1 em cada 4 estudantes da geração Z ambicionam criar o seu próprio negócio, e 1 em cada 3 profissionais da geração X e Y também.

Tecnologia

No campo tecnológico, a geração Z revela-se a mais entusiasta. Visualizam modificações nos atuais postos de trabalho e mostram-se ansiosos por elas.

A geração X é menos entusiasta, e acredita que a evolução tecnológica não trará muitas modificações ao seu local de trabalho.

Formação

No que toca à formação, quando questionados sobre a possibilidade de realização de cursos online oferecidos pelas organizações onde colaboram, 70% dos inquiridos da geração Z, 77% da geração Y e 78% da geração X responderam entusiasticamente.

Todas as alterações que a mudança representa na sua organização podem ser benéficas quando tratadas com o devido cuidado e com a devida relevância. Procure beneficiar da mudança como um período de aprendizagem e descubra como potenciar os recursos de que dispõe.

Saiba mais aqui.

(Visited 8 times, 2 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *