Excelência do Clima | O que precisa para ser um líder justo?

O que precisa para ser um líder justo?

As práticas de um negócio justo não se limitam à correção política e à mediocridade – avaliam-se na capacidade de competir e vencer através de méritos.

A justiça é um desses conceitos em que raramente pensamos até que é questionado. Realmente não importa de qual lado da equação se encontra: sentir que foi tratado injustamente ou que alguém o acusa do mesmo pode virar o seu mundo de cabeça para baixo.

É precisamente por isso que é tão importante entender o que significa praticar negócios e gestão de forma justa. Num contexto de negócios, o conceito de “justo” relaciona-se com a honestidade, imparcialidade e transparência. Mas nestes tempos politicamente corretos, alguns prolongam o significado. E o resultado pode ser qualquer coisa menos justa.

Por exemplo, alguns líderes afirmam que todos os colaboradores devem ser tratados da mesma forma e defendem que tal é uma posição justa. Mas será mesmo? É justo tratar um profissional de baixo rendimento do mesmo modo que um colega que é muito melhor no trabalho que realiza? Além disso, esse cenário não é justo para os acionistas, se pensarmos que as organizações funcionam melhor quando as pessoas são responsabilizadas pelas suas ações e pelo seu desempenho e as suas consequências.

Embora o conceito “todos ganham” possa funcionar na Utopia, não funciona no mundo real, porque não é assim que os mercados competitivos operam. Toda a venda tem um cliente, um fornecedor vencedor e um monte de perdedores. Tal trata-se apenas de competição normal. É assim que os consumidores e as empresas obtêm o melhor valor para o seu investimento. É um fenómeno positivo.

Uma vez que o conceito de justiça é menos “preto no branco” do que qualquer um de nós gostaria, avançamos com cinco princípios orientadores para um comportamento justo nos negócios:

  1. Seja direto e faça o que diz.
  2. Estabeleça previamente as regras do jogo.
  3. Não deixe o lado pessoal interferir nos negócios e nas decisões de gestão.
  4. Compita para ganhar através do mérito.
  5. Negoceie de boa-fé.

Acompanhe cada ponto ao pormenor aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *