Em busca do emprego de sonho

Emprego de sonho
(fonte)

Sabemos pelo post anterior deste blog que Janeiro é o mês mais popular para se mudar de emprego.
Agora, vamos ajudá-lo a perceber se chegou o seu momento para procurar um novo desafio. E qual.
Nos próximos 5 minutos, submeta-se a um quizz rápido. Não é científico mas é muito elucidativo e poderá lançar-lhe alguma luz sobre o tema. Analise as seguintes questões com a razão, mas muito com o coração. Seja sincero consigo próprio e tenha a coragem de responder realmente o que sente. Concorde (1 ponto) ou Discorde (5 pontos).

Preparado?

1. Se ganhasse o euromilhões, a primeira coisa que fazia era deixar de trabalhar.
2. Não é o trabalho que me importa, é o dinheiro que eu ganho.
3. A segunda feira é o pior dia da semana.
4. Sei sempre quando é hora de saída e o relógio não me apanha desprevenido.
5. Quando explico o meu trabalho, as outras pessoas ficam com pena de mim.

Se conseguiu 15 pontos, conquistou também a inveja de todos nós. Não faça nada. Está bem onde está. Para si, o seu trabalho não é algo que tenha de fazer mas que quer fazer. Provavelmente tem o que apenas uma pequena percentagem de pessoas consegue: um trabalho que lhe dá prazer, que o realiza e que o faz feliz.
Parabéns.

Para os restantes, sobretudo aqueles que conseguiram 5 pontos, é uma oportunidade de começar a considerar um novo desafio. Não tem de ser “um salto no escuro” mas é uma busca que pode iniciar e que depende de si.

E como é que se descobre um emprego de sonho? A primeira grande etapa é defini-lo, saber o que procurar. A maioria das pessoas, se lhes fosse dado a escolher, não saberiam qual o trabalho que gostariam de ter.

Conheça-se e saberá o que procurar. O que mais gosta de fazer, o que mais o deixa feliz, o que mais o realizaria…? Tente perceber que tipo de trabalho, para si, rima com prazer e é aquilo para que acha que nasceu.
Depois do “o quê”, procure o “onde”. Que empresa poderia contratá-lo? Como lá chegar? Entre em contacto, peça uma entrevista. Inove na abordagem e seja sincero. Fale do seu sonho.

Uma vez descobrindo “o quê” e “onde”, não desista nunca. Crie um plano, tente, persista, não se acomode, procure, ponha amigos a procurar por si. Um sonho vale isso tudo. 

E não deixe o mês de Janeiro acabar sem começar a sua busca.
Ainda tem 16 dias.
E o resto da sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *