Sabe quais são os CVs automaticamente eliminados pelos recrutadores?

CVs eliminados

O seu CV não cumpre os requisitos básicos, considerados eliminatórios no anúncio?
Dica: Esqueça! Mais vale não responder, pois além de não ser o candidato escolhido, pode correr o risco de causar má impressão aos olhos do recrutador, uma vez que o faz desperdiçar tempo útil na leitura de um CV que não se enquadra de todo no perfil pretendido.

Enviou o seu CV e ninguém lhe ligou? Na semana seguinte, envia novamente e continuam sem lhe dizerem nada? No mês seguinte, faz mais uma tentativa de envio de currículo e nada?!
Dica: Não insista! Hoje em dia, as empresas de recrutamento têm bases de dados bastante desenvolvidas. Enviar o seu CV insistentemente não faz de si um melhor candidato. Pelo contrário, pode criar uma imagem menos positiva a seu respeito. Esteja descansado que, se tiverem um projeto para si, eles ligam-lhe!

Também é importante reter que, basta enviar o seu CV para um interlocutor da empresa de recrutamento. Não é necessário enviar o seu Currículo para todos os Consultores da Companhia, pois eles comunicam entre si e têm bases de dados comuns. Essa sua ação pode ser contraproducente, pois pode fazer transparecer bastante ansiedade da sua parte. É importante saber manter o autocontrolo e a sobriedade!

Após ter ido a uma entrevista, liga todas as semanas à empresa de recrutamento para tentar obter feedback sobre próximos passos? Errado!
Dica: Aguarde que lhe liguem. Se ainda não o fizeram, é porque não têm desenvolvimentos que lhe possam já transmitir. Mostrar-se resiliente pode ser um ponto a seu favor!

Outro ponto importante: Tenha atenção à sua imagem para além do que consta no seu CV. Hoje em dia, tudo é fonte de informação para quem está a recrutar.
Dicas: Lembre-se de colocar uma foto sóbria no Linkedin e na sua conta de Skype. Tenha também cuidado com a forma como se expõe e com o tipo de comentários que faz no Facebook!

Lembre-se, a concorrência no mercado de trabalho é feroz! Um ou dois passos em falso podem ser a “morte do artista”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *