O que pode estar a prejudicar o seu currículo sem que se aperceba?

CurriculoDurante a pesquisa ativa de emprego questionamos várias vezes de que forma nos podemos dar a conhecer às empresas para revelarmos as nossas qualidades e competências. Esta vontade em querer mostrar o melhor de nós pode por vezes levar-nos a cometer alguns erros no currículo que poderão prejudicar a forma como as empresas nos veem. Para evitar alguns dos erros mais frequentes, realizamos uma pesquisa sobre o que não mencionar no currículo para que compreenda o que poderá estar a prejudicar o seu currículo sem que se aperceba. Adicionamos também uma pequena dica para que pudesse colmatar alguns desses erros.

Experiência Profissional
Um dos erros mais comuns num currículo é a informação em excesso no campo da experiência profissional. Mesmo que já tenha tido várias experiências profissionais, selecione apenas aquelas que são relevantes e que lhe possam dar um elemento diferenciador. Sim porque informação em excesso não é bom! As empresas gostam de currículos objetivos e apenas com a informação relevante para as funções. Desta forma conseguirá chamar a atenção do recrutador.
Dica: Indique apenas a informação relevante e organize-a de forma cronológica, da mais recente para a mais antiga. Não tenha receio de utilizar negritos e sublinhados para tornar mais evidentes os pontos importantes. Adicione sempre em cada experiência a data de realização, funções e a empresa onde esteve. Se quiser indicar quais as competências ganhas em cada experiência profissional, coloque pois poderá ser um elemento diferenciador.

Formato do currículo
Muitos candidatos continuam a submeter os seus currículos em formato Word. Ora aqui está outro erro. Os recrutadores não pretendem editar o documento, apenas visualiza-lo. Ao enviar o seu currículo em Word corre também o risco que este seja editado pela pessoa que o recebe.
Dica: Sempre que enviar um currículo para uma empresa, envie sempre em formato pdf, desta forma torna o seu documento mais credível e profissional.

Foto
Nem pensar em colocar uma fotografia em poses extravagantes ou em outras situações não profissionais. Um recrutador irá procurar alguém com um perfil profissional e que transmita confiança. Tenha também em atenção a resolução da imagem no CV. Uma imagem de fraca qualidade na impressão ou mesmo no monitor do computador poderá atrapalhar algo que teria o objetivo de ajudar.
Dica: Tire uma fotografia especialmente para o CV. É importante investir na imagem, apesar de não ser um elemento decisivo, é a primeira impressão que se causa no recrutador.

Contactos
O e-mail é um dos principais meios de comunicação durante um processo de recrutamento, seja para convocar entrevista, seja num ponto de vista meramente informativo. Assim sendo deverão manter um certo nível de seriedade. Se o seu e-mail atual não tiver uma apresentação profissional e conter alcunhas, trocadilhos, datas ou brincadeiras não será levado a sério pelos recrutadores.
Dita: Crie um e-mail profissional, um pequeno ato que poderá fazer diferença na chamada de um candidato para entrevista.

Erros
Cuidado com os erros! Os erros ortográficos ou de semântica poderão prejudicar o currículo. Muitos dos erros poderão parecer insignificantes mas poderão ser o suficiente para afastar quem te irá contratar. Alguns dos erros poderão ser falta de atenção em pequenos detalhes e poderão transmitir uma ideia de falta de preocupação e desinteresse no cargo.
Dica: Reveja o seu CV várias vezes para verificar se falhou algum pormenor. Peça também a ajuda de colegas e amigos para reverem novamente para ver se escapou algum ponto.

Exageros/mentiras
Por vezes a vontade de mostrar competências, poderá levar muitos candidatos a exagerar as suas qualificações ou até mesmo mentir sobre as mesmas. Um estudo recente mostrou que 58% dos empregadores descobriram e isso teve impacto na escolha dos candidatos. Entre as mentiram mais comuns encontravam-se: conjunto de capacidades embelezado/exagerado (57%), responsabilidades embelezadas/exageradas (55%), datas de emprego (42%), cargo do emprego (34%), grau académico (33%), empresas para as quais trabalhou (26%), prémios e reconhecimentos (18%).
Dica: Seja transparente, a probabilidade de ser descoberto é elevada. E lembre-se, basta uma mentira para perder a confiança do seu possível empregador.

Não destacar competências
O seu currículo é a sua oportunidade para deixar marca nos recrutadores. Não se esqueça de mostrar o porquê de ser a pessoa certa para o trabalho. Demonstre quais serão as suas mais-valias para função e faça a diferença. O seu CV é a sua porta de entrada por isso invista e verá que vale a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *