Negócios com Paixão | Vai uma NAU fresquinha?

Cerveja NAU - equipaPortugal é um país onde se bebe muita cerveja. É fresca, acessível e sabe tão bem com uns petiscos ao final da tarde. Mas e se a cerveja ganhasse um contorno mais sofisticado e requintado? Foi assim que Bruno Pinto, Diogo Fernandes e Pedro Carvalho criaram a Cerveja NAU, uma das novas cervejas artesanais que tem conquistado os amantes de cerveja e os media. Conversámos com os três sócios para saber o que levou à criação deste Negócio com Paixão, uma das sete cervejas artesanais de Lisboa.

1. Contem-nos a história da sua paixão. Como começou este negócio?

A Cerveja NAU deu os seus primeiros passos numa disciplina de empreendedorismo do Mestrado de Gestão na Católica Lisbon School of Business & Economics, onde tivemos a ideia de criar uma cerveja premium, que pudesse estar à mesa onde o vinho normalmente está. Assim, a marca NAU – Nothing As Unique ® teve dois grandes factores que potencializaram a sua origem: por um lado, uma vontade por parte dos fundadores de criar uma empresa em que os mesmos quisessem trabalhar e dedicar a sua paixão para a fazer prosperar e, por outro lado, a descoberta de um espaço no mercado que acreditamos não estar preenchido até ao momento e que, consequentemente, tem potencial para crescer e providenciar uma oferta diferenciadora aos consumidores. No fim do dia, temos aprendido imenso e ganho experiência de gestão, o que é uma mais valia para nós profissionalmente e pessoalmente.

2. Qual o vosso maior objetivo, no dia-a-dia, com os clientes?
Diariamente temos dois grandes objectivos: o primeiro é divulgar a marca, que ainda é recente, e o segundo e mais importante, é receber o máximo feedback possível, pois só assim asseguramos a satisfação dos nossos actuais e futuros clientes. Para nós, é muito gratificante receber um feedback positivo mas é ainda mais importante receber um feedback de algo a melhorar. Seguindo esta premissa, conseguimos de dia para dia melhorar a oferta de uma experiência de beber cerveja distinta e adequada aos nossos clientes.

3. Como transmite a sua paixão à sua equipa e leitores?
Transmitir a paixão é essencialmente através do entusiasmo que temos a falar em empreendedorismo e em particular na Cerveja NAU. Acreditamos que o empreendedorismo é o futuro e ambicionamos criar algo nosso que possamos partilhar com todos aqueles que assim o desejem. Este entusiasmo e motivação torna-se contagiante para quem se disponibiliza a conhecer algo novo e, assim, pensamos que uma nova cultura empreendedora se tem vindo a construir em Portugal.

4. Como lida com os erros/fracasso?
Os erros e fracassos são o nosso dia-a-dia. Lidar com sucessos é relativamente fácil, mas lidar com os fracassos nem tanto. No geral, o povo português é avesso ao risco e tem medo de falhar e nós estamos incluídos nesse grupo. Porém todos os dias tentamos contrariar essa tendência. Analisamos sempre as nossas decisões e tentamos ser criativos na resolução de todos os obstáculos. Acima de tudo, não desistimos e tentamos ser humildes mas resilientes ao mesmo tempo.

5. Qual o conselho que dá a alguém que ainda não encontrou a sua paixão?

O conselho que queremos transmitir é para todos fazerem o que gostam e lutarem pelo o que acreditam. Ao longo do dia somos capazes de muito mais do que aquilo que achamos, só é preciso “meter as mãos à obra” e ser ambicioso. Se falharmos não é um grande problema, aprendemos com isso e ganhamos experiência. No fim, o mais importante é divertir-se e gostar do que se faz, é sentir cansaço mas realização.

Se depois do que acabou de ler ficou com ainda mais vontade de experimentar uma Cerveja NAU, não deixe de visitar a página de Facebook e o Instagram para mais fotografias e para encomendar a sua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *