Linguagem corporal numa entrevista de emprego: O que evitar

Linguagem Corporal
(fonte Portalinho)

Todos sabemos o quão determinante é uma entrevista de emprego para o nosso futuro e, precisamente por isso, normalmente temos os nervos à flor da pele. Alguns conseguem disfarça-lo melhor, outros nem por isso, mas a nossa linguagem corporal acaba, quase sempre, por nos denunciar.

Se está prestes a ter uma entrevista de emprego, conheça 10 dos gestos que deve evitar:

Uma postura demasiado rígida: Deve sentar-se com as costas direitas, sim, mas não de forma demasiado rígida, pois poderá denunciar que está pouco confortável e muito forçado.

Cuidado com as pernas: Se tem o tique nervoso de bater freneticamente com o pé no chão, cruzar as pernas ou balança-las, tente controlar o impulso para não dar a sensação de estar demasiado descontraído.

Não cruze os braços: Esta postura defensiva irá, automaticamente, marcar uma separação entre si e o seu entrevistador. Evite as barreiras.

Gestos em excessos: Gesticular é bom, se não for em excesso. Mexa as mãos e os braços com moderação enquanto se exprime – não fique estático, mas também não exagere.

Não rode a cadeira: Muitas vezes, as entrevistas são feitas em cadeiras giratórias. Se for o caso, certifique-se que, com os nervos, não vai girando a cadeira ou empurrando as costas para trás e para a frente.

Fixar o olhar: Deverá manter contacto visual com o seu entrevistador, mas não fixe o seu olhar nele. No caso de serem várias pessoas na mesma sala a entrevista-lo, vá alternando a direção do seu olhar.

Nunca olhe para o relógio: Faze-lo poderá dar a imagem de que está com pressa para se ir embora, ou que não está realmente importado em estar ali.

Não tranque a sua expressão, mas não sorria em excesso: Apesar de querer transmitir uma imagem séria, deverá também conseguir mostrar simpatia, esboçando um sorriso. Não deixe que os seus nervos o controlem e, da mesma forma que não deve ficar com uma expressão trancada durante toda a entrevista, também não deverá sorrir e rir toda a entrevista. Faça-o com moderação, na altura certa.

Nunca aponte: Este gesto, na direção do seu entrevistador, é considerado uma atitude algo agressiva, e não é bem recebida pelo outro lado.

Não roa as unhas: Quem rói as unhas tem tendência, em momentos de muito nervosismo como uma entrevista de emprego, de se atirar aos dedos. Se é o seu caso, tenha atenção a este detalhe e não roa as unhas – está a demonstrar o quão nervoso está.

Falar de uma maneira e gesticular de outra: Se está a falar de algo positivo, esboce um sorriso. Tal é evite sobretudo quando as perguntas se relacionam com os seus hobbies ou paixões.

Costuma ter em consideração a sua linguagem corporal e a dos outros? Deixe-nos o seu comentário aqui ou no Facebook da Neves de Almeida | HR Consulting.

(Visited 171 times, 1 visits today)

One thought on “Linguagem corporal numa entrevista de emprego: O que evitar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *